terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Obcecados... ou Cautelosos?


Rótulos, ingredientes, bulas... nos dias de hoje, não há um único produto alimentar, ou não, que eu compre sem saber o seu conteúdo. Sei que existem pessoas - que também fazem a DSA - iguais a mim. Apelidaram-nos de obcecados... Será?

Eu não me considero obcecada... eu explico:

Antes de ter conhecimento da Dieta Sem Amido

- Com dor crónica, acamada dia e noite, tomava banho só uma ou duas vezes por semana porque doía demais (mesmo sendo a minha mãe a fazê-lo). Não saía de casa, não podia trabalhar... ou passear. Isto quando não tinha os conhecidos surtos ou crises de EA. Quando isto acontecia, pensava na morte.

Quando descobri que havia a Dieta Sem Amido

- “Tretas!... Se isso fosse verdade, não existiriam espondilíticos no mundo! Bem... o António curou a Doença de Cronh com uma simples dieta. Sim! A Doença de Cronh não tem cura... é crónica como a EA... mas dez anos – de colonoscopias, hemorragias quase 24 horas seguidas, anemia crónica, transfusões de sangue – depois, o facto é que ele está mesmo curado! Até o médico dele pediu-lhe o livro da tal dieta... Também, não me custa nada tentar: não tenho nada a perder. Tentemos.”

Quando comecei a Dieta Sem Amido

-“No Natal vingo-me nos pastéis de bacalhau da minha mãe!”

Três semanas após o início da Dieta Sem Amido

- O meu primeiro Natal do resto da minha vida! Pastéis de Bacalhau? Nem olhei para eles. Estava Sem dores!!!

Não sou obcecada: sou cautelosa.

Eu não quero ter uma recaída porque não li/verifiquei/testei este ou aquele alimento! Uma recaída significa, para mim, ficar acamada com dores completamente incapacitantes, de enlouquecer!!! Eu não quero sequer pensar em ter uma crise!

Obcecada? Não me parece que o seja...

Mas, atenção! Não é minha intenção criticar as pessoas que de alguma forma nos possam considerar obcecados... ou mesmo paranóicos! Pelo contrário: eu compreendo o seu ponto de vista. O que eu realmente gostaria é que percebessem o nosso ponto de vista. Gostaria que percebessem porque razão somos\agimos assim.

Só para terminar: sei que existem espondilíticos que após algum tempo na Dieta Sem Amido conseguiram voltar a consumir amido. Eu já decidi que isso jamais acontecerá comigo. Quando chegar esse dia, eu irei continuar com a DSA. Porque, como uma vez contei aqui, a minha saúde melhorou muito... muito mesmo. Não quero voltar a ter o fantasma da diabetes atrás de mim. Não quero voltar a estar em risco de ter um AVC a qualquer momento... não quero a vida que eu tinha.

Sem comentários: