terça-feira, 10 de junho de 2008

Doenças Crónicas... ou nem por isso!

Acredito que Espondilite Anquilosante não é uma doença crónica. Aliás, para mim, não existem doenças crónicas... talvez estados de espírito crónicos.

Quando eu era criança, uma das amigas da minha mãe adoeceu: cancro. Os médicos explicaram à família - depois de terem operado a D. A.- que não viveria mais que três a seis meses. Esta notícia foi devastadora, tanto para a família como para os amigos.

Eu era demasiado criança para perceber todas aquelas palavras difíceis, sentimentos confusos - apenas sabia o que tinha ouvido, atrás da porta (eu tinha esse hábito horrível): a nossa amiga iria para o céu... breve.

A D. Adelaide, nada sabia. Ninguém lhe queria contar. Contudo, uma vizinha dela disse-lhe, da maneira mais... nem sei como descrever - existe cada tipo de pessoas neste mundo. Disse-lhe para ir preparando tudo, pois morreria em poucos meses.

A D. Adelaide questionou, de imediato, a família. Depois de ficar a saber o prognóstico dos médicos, saiu de casa. Dirigiu-se a casa dessa tal vizinha e disse-lhe que sim, iria morrer. Um dia, como todos. Mas não daí a três ou seis meses... e não, não com cancro.

A D. Adelaide, apesar das metastases espalhadas por todos os seus orgãos, não morreu. Passaram três meses... seis meses... trinta anos...

Não. A D. Adelaide continua entre nós. Velhinha, já ceguinha... mas muito Viva! Porque ela vai morrer... mas não de cancro.

Esta história sempre foi para mim uma lição de Vida! A doença não é crónica: não, se nós não quisermos que esta seja crónica!

Sem comentários: